Novas habilidades contribuem para jornada de reputação

Ser líder significa gerenciar situações que requerem posicionamento sobre questões da agenda da sociedade Mariana Mondini

Planejamento, método, estudo e disciplina são importantes para o desenvolvimento de competências – Foto: Pexels

A jornada de reputação de um líder não costuma ser linear, nem exatamente como o planejado. Ela evolui no dia a dia, em sintonia com a transformação do mundo e da sociedade. Se ontem um executivo C-level reunia atributos e competências essenciais para exercer o seu papel, hoje ele precisa adquirir novas habilidades ou fortalecer outras para as quais até então não se dedicava ou via valor.

A disrupção em todas as áreas, o mundo em redes, a colaboração e o compartilhamento trazem múltiplos impactos nos negócios

A agenda empresarial, que até algumas décadas atrás era focada em disciplinas específicas, como mercado, negócios, produção e gestão, agora incorporou novos temas que o líder deve conhecer, sobretudo a partir das transformações provocadas pelo avanço da tecnologia e, consequentemente, da maneira de se relacionar com as pessoas.

Vivemos um novo mindset profissional, com a busca por propósito, a valorização da diversidade, dos critérios ESG, o crescimento da economia comportamental e tantas outras revoluções. O desafio aumenta, conforme a complexidade do nosso tempo. Ser líder na atualidade significa conduzir a empresa em um contexto de constantes mudanças e lidar com situações que requerem posicionamento sobre questões da agenda da sociedade.

Veja algumas das habilidades que líderes estão buscando aprimorar:

Resiliência

Líderes precisam estar preparados para revisar e replanejar seus planos de voos e engajar seus times em meio a contextos complexos e voláteis. Por isso, a especialista em desenvolvimento e transformação organizacional Lynn Perry Wooten (coautora do livro The Preparead Leader: Emerge From Any Crisis More Resilient Than Before, Wharton School Press, setembro de 2022)  afirma que o líder precisa pensar na resiliência como um músculo que deve ser permanentemente exercitado, sobretudo para sair da defensiva e agir para encontrar caminhos de crescimento mesmo em momentos de crise.

Empatia

A palavra “empatia” tem origem no termo em grego empatheia, que significava “paixão”, e pressupõe compreender o outro. Trazendo para o ambiente das empresas, em que há expectativa de um líder próximo e que é facilmente entendido em sua comunicação, ser empático é conhecer a fundo o interlocutor, demonstrar que entende seus interesses. Quais as sensibilidades? Que linguagem pode ser mais adequada para o entendimento da comunicação?

Repertório

Não basta ser especialista nos temas relacionados ao próprio negócio, porque o líder é constantemente chamado a se posicionar. É preciso ampliar o espectro, conhecer temas que vão de tecnologia, inovação e economia a ESG, sigla que reúne questões ambientais, sociais e de governança. Essa última palavrinha vale umas linhas a mais, especialmente o “S” da sigla, que conversa com diversidade. Atitudes e expressões que podiam soar de maneira natural antigamente, hoje, são inadequadas, e é preciso atentar-se para isso.

Concisão

Com a digitalização, o ser humano passou a viver de forma muito mais acelerada. O tempo passou a ser o que as pessoas têm de mais valioso. Ou seja, ser objetivo (sem ser superficial, simplório ou inconsistente) significa garantir maior atenção das pessoas e assegurar que a a mensagem pretendida chegue de maneira correta.

A boa notícia é que todas essas habilidades podem ser desenvolvidas, a partir de um planejamento, método, estudo e disciplina. E, claro, estar conectado a um propósito que valha a pena ser compartilhado.

Mariana Mondini é jornalista e consultora da ANK Reputation

mariana.mondini@ankreputation.com.br


ENQUETE

CEOs devem se posicionar publicamente sobre temas relevantes da sociedade?

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

Transformação digital amplia potencial com reputação, diz Telmo Costa, CEO da Meta
Entrevista
7 MIN.

Transformação digital amplia potencial com reputação, diz Telmo Costa, CEO da Meta

Processo deve estar associado a objetivos concretos do negócio e gerar uma evolução natural na empresa

Christianne Schmitt
Leia mais
Vídeo: Intuição e disciplina dosam escrita de autobiografia
Board
4 MIN.

Vídeo: Intuição e disciplina dosam escrita de autobiografia

Nelson Sirotsky, publisher do Grupo RBS, empresa da qual é sócio e onde foi presidente por mais de 20 anos, conta a experiência de escrever o livro O Oitavo Dia

Clóvis Malta

Leia mais
A pole position é para você?
One to One
2 MIN.

A pole position é para você?

Agora é a hora de largar na frente e fortalecer a reputação

Por Anik Suzuki
Leia mais
5 aprendizados sobre reputação
One to One
3 MIN.

5 aprendizados sobre reputação

Autoconhecimento, objetivos pessoais claros e planejamento são os primeiros passos dessa jornada

Por Anik Suzuki
Leia mais
COMENTÁRIO

Preencha o formulário abaixo para enviar seu comentário:

Confira a opinião de quem já leu este conteúdo:

(nenhum comentário)